top of page
Buscar
  • Foto do escritorLeia Regina Nascimento

5 etapas para formatar uma franquia!

O PASSO A PASSO PARA A FORMATAÇÃO DO NEGÓCIO COMO FRANQUIA


O processo de formatação de uma franquia exige alguns passos bem pensados e elaborados. Estabelecemos cinco etapas importantes para um bom projeto de franquia. São eles:


1. Estudo do negócio

Nessa primeira fase é elaborado o diagnóstico de franqueabilidade, ou seja, se o modelo de negócio é viável para a reprodução como franquia, além do diagnóstico marcário, providências de registro junto ao INPI e abertura da pessoa jurídica como franqueadora.

Também é necessário o desenvolvimento do plano de negócio do franqueado e da franqueadora incluindo os KPIs e taxas do sistema.

Nesse estudo também é possível entender os caminhos para a expansão do negócio, se é possível abrir para todo o país, por estado ou somente em um raio de atuação determinado a partir do endereço da franqueadora.

Outro ponto importante e fundamental do negócio é a definição do perfil do franqueado e do ponto comercial. Esses critérios podem definir a sustentabilidade e perenidade do modelo de negócio como franquia.


2. Documentos Jurídicos

A partir do estudo inicial o negócio tem suas características principais definidas. Começamos então a desenvolver os documentos jurídicos da franquia.

Basicamente temos a COF – circular de oferta de franquia, pré-contrato e contrato de franquia, que estabelecem a relação franqueado e franqueador, seus direitos e obrigações. Todos os documentos devem, obrigatoriamente, obedecer à Lei que regula o setor no Brasil.

Recentemente a Lei de franquias sofreu atualização e os modelos de documentos foram adaptados para atender às exigências da nova Lei.


3. Documentos de expansão

Além dos documentos jurídicos, também é necessária a criação dos documentos de expansão para atender o candidato à franquia. O material de expansão deve conter todas as informações necessárias sobre o negócio para que o candidato tenha condições de avaliar e definir se é o modelo de negócio que ele busca.

Dentro dos documentos de expansão é fundamental desenvolver uma boa ficha de pré-qualificação e os documentos necessários para análise do candidato pela franqueadora.

Todo o processo de análise de perfil do candidato à franquia precisa ser feito, fundamentalmente, pelo franqueador, afinal, é o franqueado quem vai representar sua marca e atender o consumidor na unidade franqueada.

Os canais de prospecção dos candidatos à franquia devem seguir o perfil do negócio e podem ser on e off line.


4. Manuais

Os manuais da franquia devem conter todos os processos de implantação e gestão da unidade franqueada.

Cada manual deve ser desenvolvido de forma clara e em linguagem apropriada ao perfil do usuário.

Além dos manuais citados acima, a Múltipla Franquia dispõe do manual do franqueador onde constam as diretrizes para a boa gestão da rede.


5. Acompanhamento das primeiras unidades franqueadas

Um bom projeto de franquia deve ser acompanhado na prática pela consultoria, como forma d


e treinar o franqueador nas primeiras vendas e implantações das franquias.

É nessa fase que uma consultoria séria faz toda a diferença no sucesso da marca como franquia. As primeiras unidades franqueadas são fundamentais para o sucesso da expansão da rede.





90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page